UA-148377723-3
top of page

O que é IoT?

Atualizado: 28 de jun. de 2023


Representação de um globo com elementos gráficos ao redor para remeter à IoT
O que é IoT?

O termo Internet das Coisas (IoT) surgiu apenas no início dos anos 2000, sendo utilizado por Kevin Ashton, pesquisador britânico do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Conceitua a rede de objetos físicos incorporados a sensores, softwares e demais tecnologias, com o objetivo de conectar e trocar dados com outros dispositivos e sistemas pela Internet. Esses dispositivos podem ser desde objetos domésticos comuns como geladeiras, aquecedores, até equipamentos industriais mais sofisticados.


De acordo com a consultoria Juniper Research, até o fim de 2022, mais de 50 bilhões de dispositivos estarão conectados à IoT. Os especialistas esperam ainda que esse número ultrapasse 75 bilhões em 2025.


Mas, por que a Internet das Coisas (IoT) é tão importante?


IoT se tornou uma das tecnologias mais importantes do século XXI. Ela apresentou a possibilidade de conectar objetos do cotidiano à Internet, por meio de dispositivos incorporados, estabelecendo uma nova forma de comunicação entre pessoas, processos e coisas.


Quem imaginaria que um dia seria possível acender as luzes, acionar o ar-condicionado, ainda no caminho para a casa? Ou monitorar máquinas industriais espalhadas por diferentes localidades, acessando um aplicativo do celular? O que antes estava apenas nos filmes de ficção se tornou realidade graças à Internet das Coisas (IoT).


Por meio de tecnologias como nuvem (Cloud), Big Data, Analíticos Avançados e Redes Móveis, objetos físicos hoje podem compartilhar e coletar dados com o mínimo de intervenção humana. Nesse mundo cada dia mais conectado, os sistemas digitais podem identificar, registrar e monitorar cada interação entre itens conectados. E ainda possibilitar o acionamento de comandos à distância, o que apresenta um novo cenário para indústrias e sociedade. É o encontro do mundo físico com o digital, graças à IoT.


O que torna IoT possível?


Embora a ideia de IoT já exista há muito tempo, pois se correlaciona a conceitos já conhecidos como Automação, Telemetria, Telecontrole e Telecomunicação, importantes avanços recentes, em diversas tecnologias, contribuíram para torná-la mais prática e acessível.


Sensores: no mercado já encontramos sensores, gateways e demais equipamentos integradores, a um baixo custo, o que possibilita a adesão de mais empresas a essas tecnologias.


Conectividade: o desenvolvimento de uma série de protocolos de rede facilitou a conexão de sensores à nuvem (Cloud), e a diversos objetos, possibilitando a transferência eficiente de dados.


Plataformas: o aumento da disponibilidade de plataformas de computação em nuvem (Cloud) permite que empresas e consumidores, dos mais diversos perfis, acessem uma infraestrutura completa para as suas necessidades, aumentem a escala sem precisar gerenciar tudo.


Big Data: a capacidade de receber, transmitir e armazenar em tempo real, um grande volume de dados, de origens diversas, é um fator fundamental no contexto de IoT. Dados que podem ser provindos de sistemas e equipamentos em contextos bem diferentes, e se correlacionarem para apresentar a gestores insights e soluções para resolver problemas de negócios.


Inteligência artificial (IA): uma vez que os dados são tratados e armazenados continuamente em uma base de séries temporais, podem ser utilizados para alimentar algoritmos de Inteligência Artificial que, através do treinamento humano, ensina a máquina a correlacionar as variáveis de forma a identificar padrões e gerar insights para diversas situações e negócios.

O que é plataforma IoT?


As plataformas IoT são sistemas de software conectados a servidores online (nuvem), que tratam, processam e moldam a grande quantidade de dados gerados por dispositivos em campo e sistemas, de forma a transformar tudo isso em informações que geram valor. Esses dados são apresentados para visualização e gestão, por meio das chamadas aplicações de IoT.


Com as aplicações IoT baseadas na nuvem (Cloud) é possível aprimorar rapidamente os processos existentes nas diversas áreas das empresas como Operação, Abastecimento, Atendimento ao Cliente e Serviços Financeiros.

Benefícios da adoção de soluções de IoT


À medida que o conceito de IoT se torna mais difundido, as empresas compreendem seu potencial transformador e os grandes benefícios que ela pode oferecer:


➡️ Apresentação de dados diversos, para apoiar insights e uma gestão mais inteligente dos negócios


➡️ Aumento da produtividade e da eficiência das operações das empresas


➡️ Apoio na criação de novos modelos de negócios e fluxos de receita


➡️ Conexão fácil e direta do mundo físico dos negócios ao mundo digital para gerar valor rápido


E o que é IoT Industrial?


Em conversas, artigos e diversos materiais sobre IoT é comum surgir o termo IIoT. Ele se refere à aplicação da tecnologia IoT em ambientes industriais, e está especialmente relacionado à instrumentação e controle de sensores e dispositivos que envolvem tecnologias de nuvem (Cloud).


O Industrial IoT (IIoT – IoT industrial) pode ser compreendido como um conjunto que reúne máquinas, computação em nuvem (Cloud), estudo analítico e pessoas, para otimizar a performance e aumentar a produtividade dos processos industriais. Com IIoT as indústrias podem digitalizar suas tarefas, reduzir o desperdício de recursos, escalar a produção e garantir mais segurança aos colaboradores.


Para se ter uma ideia, empresas que usam muitos ativos e operam em setores como Manufatura, Energia, Agricultura, Transporte e Serviços Públicos, trabalham em projetos de IIoT que conectam bilhões de dispositivos. A aplicação de Internet das Coisas nessas companhias gera valor em diversas áreas como:


➡️Gestão de ativos diversos

➡️Otimização dos processos de manutenção preventiva e preditiva

➡️Otimização da utilização de utilities (água, energia e gás)

➡️Logística conectada

➡️Cadeias de abastecimento digitais inteligentes

Quais setores podem apostar em IoT?


A aplicação de IoT é possível aos diversos setores. Alguns podem ser mostrar mais maduros para iniciar esse processo, mas não há restrições. Com as soluções adequadas ao perfil do negócio, já é possível iniciar essa transformação. Veja alguns exemplos:


Fábricas

O monitoramento remoto, e em tempo real, da linha de produção, realizado por meio de aplicações de IoT, é uma vantagem competitiva. E permite a medição da performance de cada máquina, além de uma manutenção preditiva dos equipamentos, quando os sensores detectam uma falha iminente. A aplicação de IoT contribui ainda para uma redução de custos operacionais e para um melhor gerenciamento do desempenho da produção.


Agro

IoT transforma os diversos processos no campo. Por meio de sensores instalados seja no solo, na criação, até em maquinários agrícolas, é possível monitorar os diversos dados, analisá-los e ter insights para estabelecer ações mais assertivas. Exemplo: identificar o melhor turno de rega da lavoura, baseado nos dados de umidade do solo e climáticos, acompanhar a performance de cada máquina para estabelecer uma manutenção preventiva, monitorar a saúde dos animais e estimar a produção de leite.


Transporte e Logística

Frotas de carros, caminhões, navios e trens que possuem estoque podem ser redirecionadas com base nas condições climáticas, disponibilidade de veículo ou motorista, graças aos dados captados por diversos sensores de IoT. Já para o transporte de alimentos, bebidas e produtos farmacêuticos, que precisam seguir normas e cuidados específicos, esses veículos podem ser ainda equipados como sensores de controle de temperatura e rastreamento.


Varejo

Os aplicativos de IoT permitem que as empresas de varejo gerenciem estoques, melhorem a experiência do cliente, otimizem a cadeia de abastecimento e reduzam os custos operacionais. Exemplo: prateleiras podem ser equipadas com sensores de peso, para coletar dados baseados em RFID e enviá-los para uma plataforma IoT. Assim é possível monitorar automaticamente o estoque de peças e acionar alertas, se os itens estiverem com pouca carga.


Serviços ambientais

A aplicação de IoT otimiza o monitoramento de dados ambientais diversos, desde índices climáticos a hidrológicos. Oferecendo insumos importantes, em tempo real, a empresas de projetos, estudo e serviços ambientais, que atendem organizações dos variados nichos. Com IoT é possível otimizar processos como o monitoramento de reservatórios e barragens.


Saúde

Em hospitais e instituições de saúde no geral, é importante, por exemplo, saber a localização exata dos ativos de assistência ao paciente, como cadeiras de rodas. Além de monitorar estoques de medicamentos, de bolsas de sangue, etc, para identificar o momento de reposição. Com IoT esses ativos podem ser rastreados e monitorados remotamente, o que agiliza o atendimento e evita impactos até mesmo no tratamento de pacientes.


Energia

Em usinas geradoras de energia, IoT possibilita o rastreamento e a gestão inteligente dos ativos físicos. Por meio dos dados captados pelos sensores é possível acompanhar informações sobre cada ativo, seja em usinas solares, pequenas centrais hidrelétricas, eólicas ou biogás. Assim, analisar e controlar online toda a geração de energia e os dados financeiros. Auxilia também na garantia de mais segurança aos funcionários, alertando sobre a iminência de algum evento perigoso como incêndio, descarga elétrica, etc.


Transforme dados em decisões e ações com a plataforma IoT thingable!


A plataforma IoT thingable! reúne tecnologias como sistema SCADA, EAM, Analytics, Reports, e recursos gráficos fáceis de usar. E assim possibilita a criação de aplicações de IoT de forma prática, ágil e intuitiva.


Por meio dessas aplicações é possível geolocalizar os equipamentos/dispositivos monitorados. Analisar grandes quantidades de dados captados por sensores diversos e com sistemas externos, por meio de APIs. Configurar alertas. Enviar comandos e automatizar processos.


A plataforma IoT thingable! apoia você na transformação de dados em decisões e ações estratégicas para o seu negócio!


Converse com nossos consultores e saiba mais!

bottom of page